Fotodepilação com Luz Pulsada (IPL)

luz pulsada 001A pele vai adquirindo ao longo da vida uma aparência mais envelhecida, influenciada por vários fatores. Os sinais da idade e os danos solares são mais visíveis na face das pessoas. A pele da face pode se tornar áspera, espessa, amarelada, inelástica (sem elasticidade), fosca e seca. Aparecem as pigmentações tipo sardas, os poros se dilatam e surgem as rugas.

No pescoço e colo, a pele se torna atrófica, pequenos vasos sanguíneos se dilatam e as sardas também se tornam presentes. Nos braços e mãos, ocorrem as manchas senis, púrpuras (manchas roxas) surgem espontaneamente ou devido a pequenos traumas que podem provocar lesões cicatriciais esbranquiçadas. A pele se torna áspera, inelástica e seca.

O fotoenvelhecimento surge nas áreas da pele expostas ao sol, devido ao efeito repetitivo da ação dos raios ultravioleta. Esta ação varia de indivíduo para indivíduo, pois depende do grau de pigmentação da pele, da predisposição individual e da frequência e duração da exposição solar no decorrer da vida. Geralmente surge a partir dos 40 anos.

Há vários tratamentos para a melhora destas condições, desde simples cremes, a aplicação de produtos, peelings e mesmo cirurgia. A tendência observada é a aplicação de tratamentos combinados e as clínicas tendem a apresentar vários tratamentos, e assim o médico vai poder escolher o que melhor se adapta a cada situação. Entre estes tratamentos se encontra o Laser e a Luz Intensa Pulsada.

Estes novos tratamentos passaram então a ser então oferecidos para várias situações do envelhecimento facial e corporal.

Os modernos tratamentos com Laser e Luz Pulsada seguem uma nova tecnologia de luz chamada NÃO ABLATIVA. Assim são chamados porque pretendem melhorar a pele sem provocar alterações que obriguem ao afastamento do trabalho e das atividades cotidianas.

O aparelho de luz intensa pulsada usa uma tecnologia que emite luz, mas não é um laser. No entanto, assim como nos aparelhos de laser, esta luz gera calor na pele, que atinge vários tipos de alvo: a melanina (sardas), os vasos sanguíneos (microvarizes da face e colo) e o colágeno (flacidez e rugas).

Sendo assim, o tratamento inicia-se de forma superficial, para combater as lesões superficiais, como as sardas e microvarizes. Posteriormente, se aprofunda, para estimular a produção de um novo colágeno, dando aspecto de uma pele mais limpa, viçosa e tonificada, com grande melhora das rugas.

A Luz Intensa Pulsada atinge a superfície da pele e permite corrigir várias lesões da pele facial e corporal decorrentes do fotoenvelhecimento como: rugas finas, envelhecimento facial, envelhecimento das mãos, do dorso e pescoço, vasos faciais muito finos, rosácea, manchas senis, danos solares, mudanças de textura da pele, poiquilodermia (manchas, vasos e envelhecimento do colo e pescoço), manchas e pigmentações.

A Luz Intensa Pulsada (LIP) é uma fonte de energia luminosa que tem várias aplicações. Diferentemente do Laser, a LIP apresenta diversos comprimentos de onda, isto é, todo ou parte do espectro luminoso, enquanto que o Laser apresenta um comprimento de onda único.

Qual a vantagem da Luz Intensa Pulsada?

A principal vantagem é uma maior gama de utilização, já que o mesmo equipamento permite o tratamento de diferentes alterações nas áreas de Dermatologia e Medicina Estética. Isto significa que numa mesma sessão, com apenas um equipamento, o paciente pode ser tratado para diferentes problemas clínicos, o que é impossível com a maioria dos equipamentos de Laser disponíveis no mercado atualmente.

O efeito da Luz Intensa Pulsada é obtido por emissão de energia com determinadas características físicas, que agem sobre a cor vermelha e a cor escura. Atinge a superfície da pele. As lesões superficiais são assim tratadas. O vermelho dos vasos, e a cor escura das pigmentações superficiais são atingidos e eliminados e a pele normal é mantida.

Apenas uma consulta médica vai indicar os tratamentos a serem utilizados e a tecnologia de luz ou outros tratamentos aplicáveis a queixa do paciente. Para este tratamento, o paciente deve evitar tomar sol por 30 dias antes do procedimento e neste período utilizar protetores solares.

Outras informações importantes que devem ser dadas para o médico é o uso atual ou recente de medicamentos com isotretinoína, tretinoína, aspirina, antiinflamatórios, antibióticos (principalmente tetraciclina), anticoagulantes, vitaminas, fitoterápicos, etc. O médico irá analisar em cada situação as medidas a serem tomadas.

A presença de algumas condições como o Herpes Simples deve ser comunicada, porque neste caso um tratamento preventivo com antiviral deve ser realizado antes da aplicação da Energia Luminosa. Outras condições como vitiligo, coagulopatias e infecções devem também ser informadas.

Após a aplicação, pode aparecer uma leve vermelhidão. Um creme desensibilizante é então aplicado. Filtros solares são orientados e o paciente pode voltar a suas atividades normais imediatamente. A duração de uma sessão é de 5 a 40 minutos. O paciente deve evitar sol por 2 a 3 semanas após a aplicação.

São necessárias em média 6 a 10 sessões dependendo do tratamento indicado, em intervalos de 4 semanas entre cada sessão. Os resultados aparecem progressivamente a cada aplicação.

Os problemas estéticos que se beneficiam com a tecnologia de luz:

  • Fotoenvelhecimento Facial Masculino e Feminino.

O Fotoenvelhecimento, ação do sol sobre o envelhecimento natural da pele, degeneração da epiderme e da derme, com conseqüente aparecimento de manchas, rugas, flacidez e sulcos. É possível obter uma melhora do envelhecimento facial, diminuindo manchas e melhorando a superfície da pele. A Luz Intensa Pulsada, como age sobre os pigmentos da pele escuros e vermelhos, elimina vasos e manchas e melhora o colágeno dérmico.

  • Envelhecimento Facial causado pela exposição ao Sol.

Manchas, rugas, sulcos, dobras, aspereza, poros abertos, vasos, vermelhidão, flacidez da pele facial e do pescoço, são sinais do envelhecimento da pele. O tratamento tem uma ação positiva sobre todos estes problemas.

  • Alterações da pigmentação

Como a Luz Intensa Pulsada age sobre os pigmentos e a cor escura, as manchas causadas pelo fotoenvelhecimento são as melhores indicações do tratamento. Nem todos os tipos de lesões pigmentadas podem ser tratados com LIP, e algumas podem responder melhor do que outras. A principal indicação é para o tratamento das melanoses solares, as manchas causadas pela exposição solar. Essas são as que mais comumente acometem a maioria das pessoas, principalmente na face, colo, antebraços e dorso das mãos. Mas qualquer região do corpo, excetuando-se diretamente ao redor dos olhos, pode ser tratada utilizando-se a Luz Intensa Pulsada.

  • Vasos

A Luz Intensa Pulsada trata bem os vasos muito pequenos que dão uma coloração avermelhada ao rosto, e que quase não são identificados.

  • Manchas nas mãos

As manchas senis das mãos melhoram com o tratamento com a Luz Intensa Pulsada. Também se observa uma melhora da qualidade da pele.

  • Rosácea

A Rosácea é uma condição que cria uma vermelhidão na face e aparecimento de vasos que são identificáveis e outros pequenos vasos, que de tão pequenos só mostram uma coloração difusa vermelha pela face. A Luz Intensa Pulsada pode tratar com sucesso esta conseqüência, embora não possa agir sobre a causa do problema, que é crônico e deva continuar a ser cuidado.

  • Sardas

São manchas pigmentadas e assim podem melhorar com a Luz Intensa Pulsada.

  • Poiquilodermia

A poiquilodermia de Civatte é uma combinação de atrofia da pele, aparecimento de vasos e hiperpigmentação. É um processo ligado a exposição solar, e um sinal de envelhecimento da pele. Localiza-se em áreas expostas, como o pescoço e o colo. A Luz Intensa Pulsada tem ação sobre todos os componentes da poiquilodermia, conseguindo obter uma melhora acentuada do problema.

  • Melasma

É uma lesão pigmentada, e os casos mais leves podem ser melhorados com a aplicação da Luz Intensa Pulsada, embora para esta condição prefiramos outros tratamentos.

Não há necessidade de afastamento das atividades normais do dia-a-dia após a aplicação. Normalmente, no primeiro dia a pele fica um pouco sensível, com ardência que costuma ceder após um período de 2 a 12 horas, semelhante a uma queimadura solar. Há, também, vermelhidão no local, que costuma desaparecer em até 24 horas, podendo permanecer por um pouco mais de tempo, sem prejuízo ao paciente. É importante seguir as orientações quanto aos cuidados com a cicatrização e proteção solar, mas as atividades podem ser retomadas logo após a aplicação.
A sensação no momento da aplicação é de um desconforto, um aquecimento transitório. Dependendo da sensibilidade, os pacientes podem sentir um grau um pouco maior ou menor de desconforto, porém sempre bastante tolerável, principalmente se compararmos a outros equipamentos de Laser.
Em relação às expectativas de melhora com o tratamento, são bastante variáveis, mas as melanoses costumam responder muito favoravelmente ao tratamento com LIP. As lesões podem desaparecer após uma primeira sessão, ou podem necessitar de sessões subseqüentes para um maior grau de clareamento ou a remoção completa da mesma.
O tratamento em si não apresenta riscos. Eventualmente, podem ocorrer lesões superficiais da pele, com formação de bolhas que cicatrizam e não costumam deixar qualquer alteração. Para o tratamento eficaz de lesões vasculares sempre há algum dano superficial à pele, o que não traz nenhum prejuízo definitivo ao paciente. É importante uma avaliação previamente a qualquer tratamento com Luz Intensa Pulsada para excluir quaisquer situações que representem uma contra-indicação ao tratamento.